[URGENTE]: CIENTISTAS DESCOBREM UMA SUPER AJUDA PARA DIABETES TIPO 2

Um grupo de cientistas encontrou no leste da ásia uma substância natural com capacidade para melhorar parâmetros metabólicos de pacientes com diabetes tipo II.

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) já decretou uma nova epidemia no mundo. Dessa vez, uma mais silenciosa e mortal: a diabetes tipo 2. 

Não é novidade que 90% das pessoas diagnosticadas com diabetes, possuem o tipo 2 da doença que tem difícil diagnóstico e pode ser fatal. São mais de 135.200 mortes por ano no Brasil somente por conta de complicações. 

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, no país estima-se que 17 milhões de pessoas (entre 20 a 70 anos) tenham a doença. Ou seja, mais de 11% da população

O mais impressionante é que a cada 2 minutos uma pessoa descobre que tem diabetes. O Brasil está em quinto lugar no ranking mundial de países que apresentaram elevado aumento nos casos. 

Como podemos ver nas pesquisas, jovens não escapam da agressividade da diabetes que quanto antes diagnosticada, melhor para o tratamento. 

Por se tratar de uma doença extremamente silenciosa, pouquíssimas pessoas percebem que estão desenvolvendo graus mais graves e quando são diagnosticadas, o prognóstico já é irreversível. 

Os primeiros sintomas mais comuns são: excesso de urina, muita sede, fome acima do normal, perda de peso não intencional, cansaço e fraqueza. Já em casos graves, você pode ter doenças cardiovasculares graves (infarto), AVC, perda da visão (cegueira), problemas neurológicos e renais. 

O que é a diabetes?

Resumidamente, a doença surge quando há um excesso de glicose no sangue causando uma desordem no metabolismo. O pâncreas deixa de produzir a quantidade suficiente de insulina que tem como objetivo facilitar a entrada da glicose dentro das células para ser convertida em energia. 

“Justamente por esse motivo acaba acontecendo o emagrecimento não intencional, porque o corpo acaba usando a gordura no lugar da glicose” – informa Natalia Reinecke, mestre e Doutoranda em Ciências da Saúde (UNIFESP). 

Quando isso acontece, ocorre um acúmulo de glicose no corpo humano, o que chamamos de hiperglicemia. Em seguida, começam os problemas graves, podendo levar, inclusive, ao coma.

Médicos do Centro de Diabetes no Hospital Alemão Oswaldo Cruz alertam que a maior dificuldade em diagnosticar pacientes com diabetes tipo 2 ocorre justamente porque os sintomas da hiperglicemia são praticamente imperceptíveis. Neste caso, é necessário que a população se atente a realizar com frequência os exames de rotina.

As causas mais comuns da diabetes estão relacionadas com sedentarismo, sobrepeso, má alimentação e envelhecimento. Com todas as mudanças na vida alimentar, a mortalidade por doenças como câncer, doenças cardíacas, hipertensão e diabetes tem aumentado constantemente nos dias de hoje. 

Cientistas encontram substância com capacidade para reverter quadros de Diabetes Tipo 2

A boa notícia é que um grupo de cientistas de uma universidade renomada de Newcastle encontrou, no leste de ásia, uma substância com capacidade para reverter, até mesmo, quadros graves de Diabetes tipo 2

Juntos, eles decretaram o fim da doença e provaram que a reversão de quadros desse tipo pode ser feita sem remédios farmacológicos. Alegam, também, que não há necessidade sequer de atividades físicas regulares, mas recomendam que sejam feitas para resultados mais satisfatórios. 

É de conhecimento geral que em situações de complicação, a diabetes também pode causar amputação de membros e, como dito, cegueira, além de diversos problemas. Por isso, a notícia é extremamente comemorada pelos cientistas.

A comunidade cientifica alega que poucas pessoas sabem da notícia justamente porque não há interesse por parte das grandes mídias na divulgação, já que com a novidade, as indústrias farmacêuticas perderá grande parte do seu lucro.   

A briga agora é para substituir o tratamento farmacológico, que apresenta eficácia, porém apresenta efeitos colaterais que, em alguns casos, podem piorar a saúde do paciente, por um tratamento natural realizado à base da substância. 

Mal que pode ser evitado

É assim que os cientistas denominam a diabetes tipo II no século XXI, após a descoberta dessa substância derivada de algas marinhas. 

A famosa substância chama-se Chlorella Pyrenoidosa e chamou a atenção da medicina justamente pelas suas propriedades com capacidade de modificar a resposta biológica do se humano. 

A resistência a insulina também pode levar o ser humano a desenvolver obesidade, porém a Chlorella tem poder, também, para reverter a situação. 

A diabetes tipo 2 está relacionada com uma alta mortalidade, morbidade e a um mau estado geral do paciente, gerando assim uma diminuição na qualidade de vida. Sendo assim, a alga adaptógena pode, além de ter ação direta na evolução da doença, melhorar a saúde do paciente como um todo.” – alegam os cientistas em seus principais estudos.

Pesquisas apontam que a alga foi descoberta em 1890, porém somente na década de 60 ela passou a ter sua eficácia comprovada, sendo considerada o melhor alimento do mundo pelos pesquisadores justamente por ser fonte de proteínas, vitaminas lipossolúveis, colina, fibra alimentar e minerais essenciais.

A alga conhecida como alga imã, pode aumentar a função imunológica, prevenir úlceras induzidas por estresse e prevenir dislipidemia induzida por dieta rica em gordura, além de curar pessoas com diabetes tipo II.  

A Chlorella é há muito tempo um alimento funcional popular nos países asiáticos, incluindo Coreia, Japão e Taiwan. Os efeitos da chlorella, como recuperação de fadiga, degradação de materiais tóxicos, remoção de metais pesados ​​e aplicação ambiental também foram estudados pela ciência e, o efeito hipoglicêmico em pessoas com diabetes é um deles.

Suplementação tem resultados positivos em diversas pesquisas

Uma dessas pesquisas elegeu 263 indivíduos com diabetes (dos 20 aos 70 anos) e dividiu estes em dois grupos onde um receberia uma dose de Chlorella e o outro grupo receberia uma dose de Placebo para um estudo duplo-cego com um período de introdução de 2 semanas e um período de intervenção de 4 semanas.

Em comparação com o grupo de controle, o grupo que consumiu a Chlorella exibiu mudanças notáveis ​​nos níveis de glicose, e melhoras, também, no colesterol total. O consumo diário do suplemento proporcionou o potencial de benefícios à saúde na redução dos fatores de risco para diabetes tipo II. 

Os resultados foram tão satisfatórios que até mesmo pessoas com diabetes tipo I, apresentaram melhora a resistência à insulina. 

A ciência está empolgada com os resultados e recomenda o uso constante da alga marinha tanto para pacientes com diabetes diagnosticada quanto para pessoas que desejam prevenir a doença. 

Todos os pacientes que utilizaram a chlorella tiveram seus níveis de glicose reduzidos, portanto não há que se falar em achismos. A comunidade científica deu por encerrado o assunto e afirmou que a diabetes tipo II não é mais um diagnóstico sem cura

Milhares de pessoas já incluíram a substância no cardápio diário e apresentaram melhora significativa nas condições de saúde. Uma pequena dose é o suficiente para prevenir e curar diabetes tipo II. 

Quanto ao período de tratamento, a medicina juntamente com a ciência afirma que logo nos primeiros 30 dias já é possível observar melhora no quadro clínico e nos exames laboratoriais, mas recomenda-se que a duração no uso da alga deva ser de médio a longo prazo para resultados mais satisfatórios na saúde geral, já que a alga não apresenta nenhuma contraindicação.

Onde encontrar a Chlorella no Brasil?

A Nutri Life Caps é uma das poucas empresas que resolveu estudar com seriedade os benefícios desta alga marinha e produzir de forma confiável as doses diárias que seu corpo precisa para uma melhora significativa da qualidade de vida.

Eles afirmam que muitas empresas utilizam o nome da substância para autopromoção, porém não informam qual o tipo de Chlorella é usado no produto, já que existem mais de 10 espécies da alga. Ou seja, muitas vezes pacientes acabam comprando um dos gêneros que não fazem efeito para a causa. 

O recomendado é sempre optar por suplementos que contém a Chlorella Pyrenoidosa, que é a única capaz de reverter quadros de diabetes no mundo. 

É justamente essa espécie que a suplementação Chlorella Premium da Nutri Life Caps utiliza em sua composição. Foram anos de estudos e aprimoramentos, para conseguirem utilizar o processo DYNO®-Mill que tornou possível consumir a alga com mais de 90% dos seus nutrientes. 

Toda a composição do Chlorella Premium é natural e não contém contraindicação, sendo, inclusive, aprovada pela Anvisa e recomendada por mais de 100 mil pacientes satisfeitos com os resultados. 

Com a ciência avançando cada dia mais e a descoberta dessa substância, milhares de pessoas terão de volta a qualidade de vida que sempre sonharam e a diabetes tipo II deixará de ser um quadro irreversível.

>>> CONHECER CHLORELLA PREMIUM <<<

Clube Saudável
Clube Saudável

Você é o que come

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

11 respostas

  1. Eu gostaria de receber uma amostra para conhecer a Chlorella Premium. Meu marido é diabético2. Poderiam me enviar?

  2. Tenho gostado muito dos artigos expostos… Tenho lido e refletido. Acredito muito mais nesse tipo de tratamento do que na medicação alopática.
    Mas, aí eu pergunto: quem tem insuficiência renal crônica pode fazer uso da Clorella! Tbm sou diabética ( controlada) e, com relação a IRC, não faço hemodiálise (já fiz) hoje eu controlo com dieta. Sou hipertensa. Tenho hipotireoidismo e dislipidemia.
    Pelo que li, a Clorella é superindicada.
    Aguardo. Obrigada.

  3. Eu já uso a chlorella mais estou em dúvida qual o melhor horário pra tomar a chlorella comprei tratamento para 6 meses ?????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clube Saudável